Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

bokeh

passo a vida desfocado

bokeh

passo a vida desfocado

castelo de trevim


bokeh

21.08.15

há já algum tempo que o jorge me andava a dizer que haveríamos de ir lá para os lados da terra dele para ver as coisas bonitas que por lá aconteceram.

um fim de semana não posso, no outro posso mas depois o puto ficou doente, daí a quinze dias é que é, afinal não foi, e por aí adiante até que foi no fim de semana passado....ou melhor dizendo...no sábado!!

o itinerário foi, por ele, cuidadosamente estudado por forma a encaixar num dia o que me queria mostrar de mais interessante mais as actividades que tinha pensado....as quais passo a descrever:

a visitar...fraga de são simão, praia fluvial ana de avis, praia fluvial poço do corga, represa do véras, santo antonio das neves, castelo de trevim, ponte vicentina....actividades...ver como se fazem os verdadeiros barretes dos campinos (na única fábrica do mundo que os faz) e ir à pesca para a barragem do cabril.

acham que fizemos tudo?...imagino que neste momento estejam a pensar "no way dude"....mas estão errados!! a verdade é que só ficou mesmo por visitar a ponte vicentina...de resto foi tudo visto, registado e....pescado, sim, porque ainda saquei três pamp....acheg....ok, pronto, não decorei o nome dos peixes mas eram enorm.....tinham dez centímetros. 

contudo, não há bela sem senão e não foi possível usufruir da maior parte dos espaços....por outro lado, quando voltar para aquelas bandas já sei para onde vou.

deixo-vos com algumas fotos de castelo de trevim....e não vale a pena perguntarem onde está o castelo porque eu também por lá não vi nenhum!

p.s....valeu jorge!

 

 

castelo de trevim-9.jpg

 

castelo de trevim-2.jpg

 

castelo de trevim-5.jpg

 

castelo de trevim-4.jpg

 

castelo de trevim-3.jpg

 

castelo de trevim.jpg

 

castelo de trevim-7.jpg

 

castelo de trevim-6.jpg

 

castelo de trevim-8.jpg

 

fraga são simão


bokeh

16.08.15

um amigo convidou-me para ir conhecer alguns dos sitios na zona onde ele cresceu e, para não variar, só comecei a preparar as coisas no momento em que ele chegou!...gosto de elevar o estilo "sempre na última" ao expoente máximo.

isto tem vários contras e um deles é deixar sempre em casa alguma coisa que seria muito útil....desta feita foram os sapatos para andar dentro de água.

mas há males que vêm por bem e assim arranjei uma desculpa para voltar à fraga de são simão.

se não conhecem façam o favor a vós proprios de marcar na lista de locais a visitar...melhor no verão para quem gosta de mandar uma chapas.

 

fraga sao simao.jpg

 

fraga sao simao-2.jpg

 

fraga sao simao-4.jpg

 

fraga sao simao-5.jpg

 

fraga sao simao-6.jpg

 

fraga sao simao-3.jpg

 

fraga sao simao-8.jpg

 

fraga sao simao-0-9.jpg

 

fraga sao simao-7.jpg

 

fraga sao simao-10.jpg

 

fraga sao simao-11.jpg

melting pot


bokeh

04.08.15

aos anos que passo ao lado de são teotonio e nunca me despertou qualquer interesse entrar na vila mas este ano houve qualquer coisa que me fez "dar-lhe uma hipótese de mostrar o que vale"...e então entrei.

estacionei o carro mesmo no centro e fui à bagageira mudar a lente da máquina, dado que tenho por lá a mala com esse equipamento. quando abro a mala apercebo-me de dois tipos, a não mais que cinco metros de distância, a olhar para mala como quem olha para um saco cheio de dinheiro e com aquela expressão de cálculo de que já devem estar a imaginar.

ainda ponderei por-me a andar dali p'ra fora porque quanto mais olhava à volta mais me convencia de que tinha escolhido o pior sitio da vila para estacionar o carro mas acabei por ficar.

...e ainda bem que fiquei.

a vila ainda estava toda engalanada do festival dos mastros, que já tinha decorrido, mas o ambiente mantinha-se com todos os enfeites de papel entrançados nos mastros e pendurados nas teias que ligavam árvores, coretos, postes e mastros pelas principais ruas da vila. é de valorizar o esforço colectivo das pessoas para manter vivas tradições e festas que dão um trabalho do caraças...contava-me a senhora que nos serviu no café que estavam a ponderar começar a fazer os enfeites em plástico para poderem ser reutilizados em festejos posteriores uma vez que os de papel os não podem guardar.

enquanto andava por ali a tirar umas fotos vejo que um dos "beto-mãozinhas" que tinha ficado a fazer uma raiz quadrada para definir o tipo de ferramenta que haveria de utilizar para me abrir o carro se baralhou com o cálculo e decidiu andar-me a controlar...pensei...andas a ver por onde ando para dares o alarme ao outro que lá ficou quando eu for naquela direcção....mas continuei na minha, fiz mais uma fotos e segui em direcção ao carro.

quando chego ao carro.....estava intacto, ufa! não foi desta!

são teotoino tem uma grande mistura de etnias e culturas - alentejanos, rastafáris, orientais, sul-americanos, africanos, ciganos, etc. - e isso torna-a ainda mais interessante porque esta multiculturalidade só se costuma distinguir em grandes cidades....haverá melting pot?

 

festival dos mastros sao teotonio-2.jpg

 

festival dos mastros sao teotonio-4.jpg

 

festival dos mastros sao teotonio-3.jpg

 

festival dos mastros sao teotonio-7.jpg

 

festival dos mastros sao teotonio - mota.jpg

 

festival dos mastros sao teotonio.jpg

 

golden hour....a preto&branco


bokeh

02.08.15

não resisto a contar o que se passou no dia em que fui fotografar estas imagens, num inicio de noite na praia do carvalhal....ver em baixo.

 

sunset carvalhal.jpg

 

sunset carvalhal-2.jpg

 

sunset carvalhal-4.jpg

 

só para contextualizar um pouco melhor, eu sou daquele tipo trapalhão que passa a vida a bater em esquinas de mesas e a escaparem-se-lhe objectos da mão como se tivessem vida própria.

estava a tirar umas fotos idênticas à da última imagem antes deste texto e, como fotografo sozinho, defino o temporizador na máquina para me dar tempo para chegar à posição que pretendo para o enquadramento.

a imagem não dá a ideia de quão escuro estava mas acreditem que pouco se via.

para não variar, esqueci-me de levar a lanterna e como a ideia era iluminar-me durante a exposição acabei por usar o flash, fazendo vários disparos para conseguir definir o contorno do corpo.

numa das fotos decidi ir para dentro do mar até ficar com a água um pouco acima dos joelhos....também não dá para perceber mas quando a água recuava retirava a areia da base dos pés e facilmente se perdia o equilíbrio.

...estava então dentro de água, e a evitar que o rebentamento das ondas no meu corpo molhasse o flash, e em simultâneo a fazer disparos e a tentar manter o equilíbrio quando, numa das "flashadas", me esqueci de fechar os olhos...e disparei mesmo em frente ao trombil !!!! dass, que f@%$....já estava desequilibrado mas agora cego, sem saber onde estava e com as ondas a fazerem um barulho que se torna assutador quando não se vê nada...bem! o qué é que eu faço agora?? deu-me para correr no sentido que julgava ser o da praia...por acaso acertei mas pelo meio ia aterrando os queixos e perdi uma havaiana....mas por que raio é que eu fui de havainas para dentro do mar??? 

enfim, como cantava o variações....quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga.

 

deixo-vos com uma imagem a cores para verem o fim de tarde tal como eu o vi.

 

sunset carvalhal-3.jpg

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor