Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

bokeh

passo a vida desfocado

bokeh

passo a vida desfocado

gosto muito de me propor a fazer coisas para as quais não tenho ideia nenhuma como se fazem, sobretudo quando não tenho conhecimento técnico aprofundado......sim, estou-me a referir a esta comparação entre mirrorless micro quatro-terços e uma dslr full-frame......no fundo, eu gosto é de mandar bitaites!

 

bem, vamos lá tentar acabar com isto....

 

o interesse de uma fotografia é, na maior parte dos casos, subjectivo, pelo que não me interessa agora expor o quer que seja sobre esse ponto.

o que me importa, neste contexto, é o contributo que determinado sistema pode dar à "qualidade técnica" da imagem para se alcançar o resultado idealizado.

mais do que palavras (até porque isto é um espaço de fotografia), deixemos as fotos expressarem tudo o que vos quero dizer porque não tenho paciência e tempo para escrever.

 

ficha técnica :)

as fotos do comparativo foram tiradas ao mesmo tempo, com a temperatura definida para cinco mil e setecentos kelvin, iso cem, distância focal a trinta e cinco milímetros e abertura a dois ponto dois.

do lado esquerdo do ringue temos a "fininha", uma panasonic lumix dmc-lx cem | sensor micro quatro-terços 

do lado direito o peso pesado, uma nikon d oitocentos | sensor trinta e cinco milímetros - full frame (a lente utilizada foi uma sigma art trinta e cinco milímetros)

 

imagem original

comparacao original.jpg

 

imagem editada em lightroom cc - exposição aumentada em uma unidade e as sombras aumentadas em cem unidades

comparacao exp 1 e sombras 100.jpg

 

detalhe das imagens em cima após edição

comparacao ampliado.jpg

 

como se torna evidente neste exemplo, sensores de menor dimensão não conseguem captar/guardar convenientemente a informação dos detalhes e cor (têm menor alcance dinâmico), nas zonas sub ou sobre-expostas à luz, que se poderiam recuperar em pós-produção, perdendo-se assim a possibilidade de usar determinada fotografia.

esta impossibilidade de reter informação prende-se muito com o tamanho dos pixeis e por isso é improvável que melhorias significativas surjam em sensores pequenos.

é até curioso verificar que algumas gigantes da fotografia estão agora a dar passos no sentido de tornar menos dispendioso o sensor de médio-formato, um-ponto-sete vezes maior que o sensor full frame, para com isso continuar a baixar os preços do full frame e conseguir manter o interesse de progressão dos amadores nos dois sistemas, que são o grosso dos consumidores. 

além da questão do alcance dinâmico existem outros pontos, considero eu, negativos, tal como a profundidade de campo (que permite controlar a separação entre o ponto de interesse e a envolvência), e a menor dimensão da imagem, que limita mais o tamanho das impressões mas também reduz a possibilidade de recortar a foto e ainda assim obter uma imagem com boa definição.

 

colocando tudo nos pratos da balança, não hesito dizer que na comparação entre os equipamentos aqui revistos a minha preferência recai sobre a pesada dslr......contudo, se a comparação fosse entre uma mirrorless e dslr ambas com o mesmo sensor fico com a forte sensação de que optaria pela mirrorless.

 

avaliação da qualidade de imagem:

mirrorless **

dslr *****

 

avaliação geral dos sistemas revistos:

mirrorless ***

dslr ****

 

ficam mais umas fotos avulso, da "fininha" para vossa avaliação!

 

avulso fininha-4.jpg

avulso fininha-5.jpg

avulso fininha-11.jpg

avulso fininha-12.jpg

avulso fininha-13.jpg

avulso fininha-14.jpg

avulso fininha-15.jpg

avulso fininha-16.jpg

avulso fininha-18.jpg

avulso fininha-19.jpg

avulso fininha-20.jpg

avulso fininha-21.jpg

avulso fininha-22.jpg

avulso fininha-23.jpg

avulso fininha.jpgavulso fininha-7.jpg

Leiria PAN-15.jpg

Leiria PAN-16.jpg

Leiria PAN-18.jpg

Leiria PAN-21.jpg

Leiria PAN-22.jpg

Leiria PAN-23.jpg

Leiria PAN-24.jpg

Leiria PAN.jpg